Sem Voz Não se Ganha uma Eleição

Ter voz significa ter a capacidade de expressar sonoramente quem somos, o que pensamos e o que queremos. A comunicação é eficiente quando os pensamentos e os sentimentos estão em sintonia com a forma de falar, com as palavras e as ações. Muito além de falar bonito e de modo impostado, a boa comunicação precisa revelar coerência e autenticidade. 

E nesse sentido a voz não mente. Se ouvirmos com a devida atenção, podemos conhecer muito melhor a pessoa que fala, aliás, muito mais do que pelas palavras que diz.

Mas nem sempre se dá valor a ela na hora de falar.

Por que Sem Voz Não se Ganha uma Eleição?

A maioria das pessoas ainda faz uma avaliação negativa a respeito da própria voz especialmente por não se identificar com ela ao ouvi-la gravada. Por isso, passa a considerar normal não gostar da voz e ficar sem fazer nada a respeito. O problema é que em alguns casos, a voz está totalmente em desarmonia com o seu dono. 

Um exemplo que chama a atenção é a voz da candidata Marina Silva. Há anos dedica a sua vida à política mantendo retidão, princípios e valores, mas tem na voz a sua maior inimiga que a impede de demonstrar aos eleitores que é capaz de ter a força necessária para colocar em prática o que diz.

As características vocais impactam o ouvinte que inconscientemente julga o que ouve, por estruturas cerebrais sensoriais, que regem a emoção. Uma voz em desarmonia gera dúvidas. Confunde o ouvinte ao processar as informações emocionais e racionais de modo conflitante: acredito/não acredito? gosto/não gosto?

No final das contas, o processo decisório é comandado pela emoção, por mais que uma pessoa racional não aceite admitir isso.

LEIA TAMBÉM: Como Ter Autocontrole Para Evitar Falar o Que Não Deve

Reconhecer a importância da voz depende da autopercepção de cada um. É essencialmente importante ouvi-la com atenção e analisar se ela o(a) representa, e mais ainda, se ela pode ser considerada uma marca positiva, ou seja, uma característica que expresse com facilidade quem você é.

Profissionais da voz, como repórteres de televisão por exemplo, costumam dar muita atenção as vozes por entenderem que elas estão relacionadas a credibilidade que precisam ter ao transmitirem uma informação.

Se um candidato perde votos pela falta de atenção à voz, muitos profissionais também não conseguem êxito em suas profissões pelo mesmo motivo.

Portanto, todos que desejam ser compreendidos com facilidade e transmitir credibilidade precisam se ouvir mais e melhor.
A voz, com o treinamento certo, pode melhorar sempre! E nós, também!

Tem alguma dúvida sobre a sua voz e sobre boa comunicação? Comente aqui que terei o maior prazer em responder! =)
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *